Mensagem do pároco › 29/04/2014

Isso é real.

Isso é real.

 

Estava em Ponta Grossa (PR) quando trabalhava fazendo a divulgação da revista IR ao POVO. Numa das missas que celebrei, fui para a entrada da igreja. Veio uma senhora me cumprimentar toda feliz, contando que estava com uma dorzinha naquela semana e o padre deu uma benção e ela ficou boa. Falei que bom e acrescentei que também uma dorzinha não a faria desanimar. Ela foi pronta em confirmar dizendo: “Não mesmo padre. Eu estou sempre disposta. Venho à igreja todos os dias. Graças a Deus, estou com 93 anos e sigo firme na vida”. Jamais daria 93 anos para aquela senhora, no máximo 70, pois era de uma vivacidade. Então disse entusiasmado: “Meu Deus, nesse pique a senhora vai mais uns 20 anos”. Sua resposta foi rápida: “Não, não, não. Já falei com Deus, está na hora da gente se encontrar”.

Essa resposta me comoveu, nunca a esqueci. Impressionante e instigante a fé daquela mulher. Ela estava falando de morrer com uma tranquilidade, era de verdade um encontro pessoal com Deus que ela já ansiava. O céu já era uma realidade para ela. A morte seria uma experiência mais forte com Deus. Foi para mim uma lição de vida, de fé, de relacionamento com Deus. Para essa querida senhora, Deus é amor concretamente.

Não há melhor definição para Deus, ele é essa realidade de gratuidade, de ternura, de delicadeza, de compaixão, de comprometimento profundo: Deus é amor.

Por toda a história de salvação, vemos Deus dando passos em direção ao ser humano, ele sempre toma a iniciativa de amor. Essa essência de Deus precisa ser descoberta e redescoberta por nós sempre. Ainda mais, quando vemos que se mata em nome de Deus. Que se julga, descrimina, humilha, invade em nome de Deus. Deus é amor, portanto, é sempre uma realidade de vida, de desabrochamento, de felicidade, de compreensão, de respeito.

Deus é amor. Isso é real. Viver como filhos de Deus-amor é uma realidade a ser conquistada dia a dia, uma realidade que sempre nos chama à conversão. Bom tempo pascal!

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *